Fazenda da Paz pede ajuda durante a crise
07/05/2020 14:25

Em tempo de pandemia do coronavírus e o isolamento social, a Fazenda da Paz, entidade que atende populações vulneráveis da dependência química, luta para se manter. As doações estão diminuindo e, em alguns casos, não há como manter as seis unidades atendidas pela ONG no mês de maio. Com isso, a direção pede ajuda para não fechar as portas.

A Fazenda da Paz passa pela pior crise em 26 anos de existência. A falta de recursos, no entanto, bateu à porta da organização, que está tendo dificuldades para continuar os trabalhos, pagar os funcionários e seguir com atividades voltadas à assistência.

“Nestes 26 anos nunca passamos uma dificuldade tão grande. Trabalhamos com parcerias com estado, município e instituições, mas com a pandemia fechou tudo. Há 40 dias não fazemos uma captação de recursos. Não temos dinheiro para pagar as contas, estamos economizando alimentação para mais duas semanas”, afirma o coordenador da Fazenda, Célio Barbosa.

A organização sem fins lucrativos atualmente acolhe 330 pessoas —jovens e adultos, homens e mulheres— dependentes químicos e possui 79 funcionários. Segundo a administração da entidade, a maior parte da renda vinha de doações de empresas, voluntários e alguns eventos. Porém, com a pandemia, essas atividades foram suspensas.

“Apesar de termos um povo solidário as pessoas se trancaram e ficou mais difícil de ajudar. A principal doação que precisamos é pagar nossas dívidas; impostos, combustível, salário e alimentação. Que os empresários e a sociedade nos ajudem, podemos fechar as portas. Em quase três décadas já atendemos, como escritório ou na atividade, mais de 28 mil famílias”, ressalta o coordenador.

Como ajudar

Diante desse cenário, em que, a ONG não conta com uma verba garantida e diante da perspectiva de confinamento da população, uma das alternativas é apostar nas plataformas digitais. As doações em dinheiro podem ser feitas via depósito no Banco do Brasil (Agência: 3219-0/ Conta: 88159-7), com o QR Code (Vídeo a seguir) ou através do www.benfeitoria.com/fazendadapaz.

“Não temos recursos para comprar carnes, frangos, repasse de mantimentos. Isso vai ajudar na manutenção dentro do acolhimento, tudo vai nos ajudar a manter”, diz Célio Barbosa. Para isso, basta ligar para (86) 3221-5995/ 99813-5131. Doações também podem ser feitas pessoalmente na provedoria da Fazenda da Paz (Rua São Pedro, 1841 – Centro de Teresina). Caso não seja possível a entrega uma equipe da ONG se deslocará para buscar os itens.

Com todos os esforços centrados na captação de doações para minimizar os impactos da crise, o tratamento completo contra as drogas e as capacitações dos atendidos estão mantidos. “Estamos conseguindo manter o tratamento de todos os acolhidos, eles estão conscientes de ficarmos dentro da unidade. Não queremos devolver nossos atendidos para casa, é pior, são grupos de risco que podem voltar para as ruas e para as drogas”, conclui Célio.

Idealizada pelo Padre Pedro Balzi em parceria com a leigos da Arquidiocese de Teresina, e implantada pelo terapeuta Célio Barbosa, a Fazenda da Paz gerencia sete comunidades terapêuticas: Terra da Esperança, Flor de Maria e Santa Teresinha (Timon/MA), Luz e Vida e Maria Madalena (Teresina/PI) e Mãe da Misericórdia (Valença/PI). Recentemente foi inaugurado a nova sede, Rainha da Paz em (Parnaíba/PI).

FONTE; http://www.fazendadapaz.org.br/

Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 Copyright © 2019 - Assembleia Legislativa do Piauí