Alepi

A ASSEMBLEIA | GALERIA DE FOTOS | WEBMAIL | NOTÍCIAS | OUVIDORIA | Organograma |
17-06-19 13:39

Ziza Carvalho destaca a audiência pública sobre o uso de agrotóxico no Piauí

 

 deputado Ziza Carvalho (PT) deu boas vindas as deputadas Belê Medeiros (Progressistas) e Elisângela Moura (PCdoB), que tomaram posse na Assembleia Legislativa, destacando o retorno de Belê e a presença do PCdoB no parlamento estadual, bem como a luta da deputada Elisângela pelos trabalhadores rurais.
Ziza Carvalho também abordou o trabalho do padre alemão Geraldo Gereon, presidente da Fraternidade São Francisco de Assis, em São Francisco do Piauí, de 82 anos, “mas que nunca deixou de lutar a qualidade de vida dos trabalhadores rurais do Piauí”
“No dia 27 de junho, ele vai estar participando aqui conosco dos debates na audiência pública na Comissão de Meio Ambiente da Assembleia para discutir a questão da comercialização e o uso de agrotóxicos no Piauí, que tem dizimado a população de abelhas no estado. Os países da Europa inclusive pararam de comprar o mel do Piauí enquanto não teverem a certeza da certificação da pureza desse Mel”, disse.
O orador  falou sobre a importância dos defensivos na agricultura, mas reclamou que o governo Bolsonaro liberou “a torto e a direito” diversos princípios ativos usados nos defensivos agrícolas, que estão proibidos em todos os países desenvolvidos do mundo.
“Nos cinco meses de governo Bolsonaro, foram mais de 150 agrotóxicos autorizados, muitos dos quais com a proibição na Europa e nos Estados Unidos.  Então essa audiência pública vai discutir aqui na Assembleia a mortalidade de abelhas e a produção de mel no Piauí, que vendeu 13 milhões de dólares em expostações de mel em 2018”, lembrou.
O deputado Francisco Limma (PT), em aparte, destacou a importância do debate sobre agrotóxico e a liberação da comercialização de venenos pelo governo Bolsonaro. Limma propôs a realização de audiência pública conjunta, “porque é um problema que afeta a vida das pessoas”
Ziza Carvalho leu trecho de um artigo escrito pelo jornalista Jânio de Férias  colunista da Folha de São Paulo, onde ele faz um mea-culpa, criticando a imprensa brasileira por participar do que considera uma afronta à Justiça.
“O juiz Sérgio Moro me lembra um outro juiz que atuava no futebol José Roberto Wright… o sistema acusatório não permite que o juiz faça parte de um processo. O magistrado deve ficar distante e entre as partes, jamais em conluio com a parte”, lembrou Ziza Carvalho.
O deputado Cícero Magalhães (PT) pediu a palavra para discordar da afirmação de que o árbitro de futebol era flamenguista. “José Roberto Wright era vascaíno”. E criticou o juiz Sérgio Moro, a quem chamou de “pop star”.
“O que aconteceu foi que no primeiro momento, Moro validou as denúncias. No segundo momento, ele tentou se defender e afirmou que havia sido  hackeado,  mas nem ele e nem o Dallagnol entregou o celular. Se não for anulado tudo que a Lava Jato fez de errado, o Judiciário vai ter que andar como uma avestruz de cabeça enfiada no chão”, comparou Magalhães.

O deputado Ziza Carvalho (PT) deu boas vindas as deputadas Belê Medeiros (Progressistas) e Elisângela Moura (PCdoB), que tomaram posse na Assembleia Legislativa, destacando o retorno de Belê e a presença do PCdoB no parlamento estadual, bem como a luta da deputada Elisângela pelos trabalhadores rurais.

Ziza Carvalho também abordou o trabalho do padre alemão Geraldo Gereon, presidente da Fraternidade São Francisco de Assis, em São Francisco do Piauí, de 82 anos, “mas que nunca deixou de lutar a qualidade de vida dos trabalhadores rurais do Piauí”.

“No dia 27 de junho, ele vai estar participando aqui conosco dos debates na audiência pública na Comissão de Meio Ambiente da Assembleia para discutir a questão da comercialização e o uso de agrotóxicos no Piauí, que tem dizimado a população de abelhas no estado. Os países da Europa inclusive pararam de comprar o mel do Piauí enquanto não teverem a certeza da certificação da pureza desse mel”, disse.

O orador  falou sobre a importância dos defensivos na agricultura, mas reclamou que o governo Bolsonaro liberou “a torto e a direito” diversos princípios ativos usados nos defensivos agrícolas, que estão proibidos em todos os países desenvolvidos do mundo.

“Nos cinco meses de governo Bolsonaro, foram mais de 150 agrotóxicos autorizados, muitos dos quais com a proibição na Europa e nos Estados Unidos.  Então essa audiência pública vai discutir aqui na Assembleia a mortalidade de abelhas e a produção de mel no Piauí, que vendeu 13 milhões de dólares em expostações de mel em 2018”, lembrou.

O deputado Francisco Limma (PT), em aparte, destacou a importância do debate sobre agrotóxico e a liberação da comercialização de venenos pelo governo Bolsonaro. Limma propôs a realização de audiência pública conjunta nas comissões técnicas “porque é um problema que afeta a vida das pessoas".

”Ziza Carvalho leu trecho de um artigo escrito pelo jornalista Jânio de Férias  colunista da Folha de São Paulo, onde ele faz um mea-culpa, criticando a imprensa brasileira por participar do que considera uma afronta à Justiça.

“O juiz Sérgio Moro me lembra um outro juiz que atuava no futebol José Roberto Wright… o sistema acusatório não permite que o juiz faça parte de um processo. O magistrado deve ficar distante e entre as partes, jamais em conluio com a parte”, lembrou Ziza Carvalho.

O deputado Cícero Magalhães (PT) pediu a palavra para discordar da afirmação de que o árbitro de futebol era flamenguista. “José Roberto Wright era vascaíno”. E criticou o juiz Sérgio Moro, a quem chamou de “pop star”.

“O que aconteceu foi que no primeiro momento, Moro validou as denúncias. No segundo momento, ele tentou se defender e afirmou que havia sido  hackeado,  mas nem ele e nem o Dallagnol entregou o celular. Se não for anulado tudo que a Lava Jato fez de errado, o Judiciário vai ter que andar como uma avestruz de cabeça enfiada no chão”, comparou Magalhães.

 

J.Barros - Edição: Katya D'Angelles

 



 



Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 
Copyright © 2013 - Assembleia Legislativa do Piauí