Alepi

A ASSEMBLEIA | GALERIA DE FOTOS | WEBMAIL | NOTÍCIAS | OUVIDORIA | Organograma |
23-04-19 13:34

Teresa Britto cobra mais recursos e a construção de UPAs nos municípios

 

 a deputada Teresa Britto (PV) cobrou que o Governo do Estado libere os recursos do Programa Co-Financiamento da Saúde que estão em atraso para os municípios, inclusive Teresina, e defendeu a construção de UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) visando ampliar a atenção básica à saúde em todo o Piauí.
Teresa Britto iniciou seu discurso cobrando a melhoria das condições de funcionamento da Maternidade Evangelina Rosa, em Teresina, assinalando que são elevados os índices de mortalidade infantil registrados naquela casa de saúde. Ela declarou ainda que espera uma melhoria nos serviços prestados à população pelo hospital do bairro Dirceu Arcoverde situado na capital que passa por uma reforma promovida pela Fundação Municipal de Saúde.
Em seguida, Teresa Britto disse que as UPAs de Teresina se encontram superlotadas de pacientes de outros municípios, por isso defende a construção de unidades de pronto atendimento em cidades do interior, como Parnaíba, Picos e Uruçuí. A oradora frisou que querem desviar o foco da construção de uma UPA programada para Picos, mas ela disse esperar que isso não ocorra. “A situação da saúde pública no Piauí não está boa como dizem  os representantes do Governo”, declarou.
Em aparte, o deputado Gustavo Neiva (PSB), líder da Oposição, disse que a saúde vive um caos no Estado porque o Governo deixou de repassar para os municípios cerca de R$ 100 milhões destinados ao setor, sendo R$ 26 milhões para a Prefeitura de Teresina. Gustavo Neiva afirmou que a Comissão de Saúde, Educação e Cultura deve visitar os hospitais do interior e preparar um relatório mostrando a situação em que se encontram.
Teresa Britto, que é presidente da Comissão de Saúde, Educação e Cultura, concluiu seu discurso convidando os parlamentares para que participem amanhã (24) de audiência pública para debater a situação dos pacientes renais do Piauí. Ela frisou que os deputados, representantes dos órgãos de saúde e da Associação dos Pacientes Renais debaterão as dificuldades no atendimento e no fornecimento de medicamentos para as pessoas que sofrem com doenças nos rins.
Por J. Barros

A deputada estadual Teresa Britto (PV) cobrou do Governo do Estado a liberação dos recursos do Programa Co-Financiamento da Saúde que estão em atraso para os municípios, inclusive Teresina, e defendeu a construção de UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) visando ampliar a atenção básica à saúde em todo o Piauí.

Teresa Britto iniciou seu discurso na tribuna cobrando a melhoria das condições de funcionamento da Maternidade Evangelina Rosa, em Teresina. A oradora assinalou que são elevados os índices de mortalidade infantil registrados naquela maternidade. Teresa Britto espera uma melhoria nos serviços prestados à população pelo hospital do bairro Dirceu Arcoverde, em Teresina, que passa por uma reforma promovida pela Fundação Municipal de Saúde.

Em seguida, Teresa Britto disse que as UPAs de Teresina se encontram superlotadas de pacientes de outros municípios, por isso defende a construção de unidades de pronto atendimento em cidades do interior, como Parnaíba, Picos e Uruçuí. A oradora frisou que querem desviar o foco da construção de uma UPA programada para Picos, mas ela disse esperar que isso não ocorra. “A situação da saúde pública no Piauí não está boa como dizem  os representantes do Governo”, declarou.

Em aparte, o deputado Gustavo Neiva (PSB), líder da Oposição, disse que a saúde vive um caos no Estado porque o Governo deixou de repassar para os municípios cerca de R$ 100 milhões destinados ao setor, sendo R$ 26 milhões para a Prefeitura de Teresina. Gustavo Neiva afirmou que a Comissão de Saúde, Educação e Cultura deve visitar os hospitais do interior e preparar um relatório mostrando a situação em que se encontram.

Presidente da Comissão de Saúde, Educação e Cultura, 
Teresa Britto concluiu a fala convidando os parlamentares para que participem amanhã (24) de audiência pública para debater a situação dos pacientes renais do Piauí.

 

Teresa Britto frisou que os deputados, representantes dos órgãos de saúde e da Associação dos Pacientes Renais vão debater as dificuldades no atendimento e no fornecimento de medicamentos para as pessoas que sofrem com doenças renais crônicas.


J. Barros - Edição: Katya D'Angelles 

 



 



Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 
Copyright © 2013 - Assembleia Legislativa do Piauí