Alepi

A ASSEMBLEIA | GALERIA DE FOTOS | WEBMAIL | NOTÍCIAS | FALE CONOSCO | OUVIDORIA |
09-10-17 14:25

Líder diz que incentivos fiscais à Cervejaria foram concedidos no governo Wilson Martins

 

O líder do Governo da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado João de Deus considerou “uma mentira deslavada” a reportagem do jornal Diário do Povo, repercutida na tribuna pelo deputado Rubem Martins sobre concessão de incentivos fiscais pelo governo do Estado à Cervejaria Petrópolis.
João de Deus disse que Cervejaria Rio de Janeiro vinha recebendo incentivos ficais com isenção 90% de impostos desde abril de 2014, por conta de uma portaria assinada pelo secretário de Fazenda, Silvano Alencar, no último dia do governo Wilson Martins., Uma outra portaria assinada no governo Zé Filho reduziu esses incentivos de 90% para 70%.
Em 2015, o governador revogou o incentivo, que era ilegal, porque a Cervejaria Petrópolis não instalou indústria no Piauí, portanto não poderia receber esse tipo de incentivo. “A verdade tem que vir a público. Que o Diário do Povo publique a verdade. Pois a reportagem fala em conluio, parecendo matéria encomendada para atacar a honra do governador Wellington Dias. Que se faça oposição, mas com respeito e responsabilidade”, defendeu o líder do Governo, que prometeu requisitar da Secretaria de Fazenda todas as portarias concedendo os incentivos fiscais a Cervejaria Petrópolis (Itaipava), desde que a empresa se instalou no Piauí.
João de Deus disse que incentivos fiscais sempre foram concedidos, “desde o arco da velha” e que essa política de incentivos precisa ser revista e melhorada. João de Deus disse que é particularmente contra a concessão de incentivos fiscais às empresas de fora, porque elas concorrem de maneira desleal com os empresários locais. É preciso fazer o debate de maneira responsável sem ser tendencioso”.
O deputado Rubem Martins (PSB) disse que o líder do Governo tenta transferir responsabilidade dos incentivos fiscais à cervejaria ao governo Wilson Martins (PSB). 
“Os incentivos continuam sendo concedidos através de portaria, que sequer foram publicadas”, insistiu Rubem Martins, disse prometeu assinar o requerimento da liderança do Governo à Secretaria de Fazenda solicitando as informações sobre os incentivos concedidos à Cervejaria Petrópolis para que o secretário Rafael Fonteles encaminhe à Assembleia Legislativa as informações que foram negadas pela Sefaz sob o argumento do sigilo fiscal.
João de Deus repetiu que a concessão de incentivos a cervejaria era ilegal e foi revogada porque a cervejaria não produz cerveja no Piauí. “A história é completamente inversa, o contrário do que o Jornal Diário do Povo publicou, falando em conluio. O jornal deve reparar o erro”.
 
Pesquisa
O líder do Governo repercutiu a pesquisa de Instituto Vox Populi, publicada pelo jornal Meio Norte sobre a aceitação do 67% do governo o Wellington Dias.
 
Em aparte, o deputado Dr. Pessoa (PSD) lembrou da inauguração da cervejaria Petrópolis na região serrana do Rio de Janeiro, quando era estudante de Medicina naquele estado. Pessoa defendeu que os incentivos fiscais sejam revistos.

O líder do Governo da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado João de Deus considerou “uma mentira deslavada” a reportagem do jornal Diário do Povo, repercutida na tribuna pelo deputado Rubem Martins sobre concessão de incentivos fiscais pelo governo do Estado à Cervejaria Petrópolis.

João de Deus disse que Cervejaria Rio de Janeiro vinha recebendo incentivos ficais com isenção 90% de impostos desde abril de 2014, por conta de uma portaria assinada pelo secretário de Fazenda, Silvano Alencar, no último dia do governo Wilson Martins., Uma outra portaria assinada no governo Zé Filho reduziu esses incentivos de 90% para 70%.

Em 2015, o governador revogou o incentivo, que era ilegal, porque a Cervejaria Petrópolis não instalou indústria no Piauí, portanto não poderia receber esse tipo de incentivo.

“A verdade tem que vir a público. Que o Diário do Povo publique a verdade. Pois a reportagem fala em conluio, parecendo matéria encomendada para atacar a honra do governador Wellington Dias. Que se faça oposição, mas com respeito e responsabilidade”, defendeu o líder do Governo, que prometeu requisitar da Secretaria de Fazenda todas as portarias concedendo os incentivos fiscais a Cervejaria Petrópolis (Itaipava), desde que a empresa se instalou no Piauí.

João de Deus disse que incentivos fiscais sempre foram concedidos, “desde o arco da velha” e que essa política de incentivos precisa ser revista e melhorada. O orador disse que é particularmente contra a concessão de incentivos fiscais às empresas de fora, porque elas concorrem de maneira desleal com os empresários locais. É preciso fazer o debate de maneira responsável sem ser tendencioso”.

Réplica

O deputado Rubem Martins (PSB) disse que o líder do Governo tenta transferir responsabilidade dos incentivos fiscais à cervejaria ao governo Wilson Martins (PSB). “Os incentivos continuam sendo concedidos através de portaria, que sequer foram publicadas”, insistiu Rubem Martins, disse prometeu assinar o requerimento da liderança do Governo à Secretaria de Fazenda solicitando as informações sobre os incentivos concedidos à Cervejaria Petrópolis para que o secretário Rafael Fonteles encaminhe à Assembleia Legislativa as informações que foram negadas pela Sefaz sob o argumento do sigilo fiscal.

João de Deus repetiu que a concessão de incentivos a cervejaria era ilegal e foi revogada porque a cervejaria não produz cerveja no Piauí. “A história é completamente inversa, o contrário do que o Jornal Diário do Povo publicou, falando em conluio. O jornal deve reparar o erro”. 

Pesquisa


O líder do Governo repercutiu a pesquisa de Instituto Vox Populi, publicada pelo jornal Meio Norte sobre a aceitação do 67% do governo o Wellington Dias. 

Em aparte, o deputado Dr. Pessoa (PSD) lembrou da inauguração da cervejaria Petrópolis na região serrana do Rio de Janeiro, quando era estudante de Medicina naquele estado. Pessoa defendeu que os incentivos fiscais sejam revistos.

 



 



Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 
Copyright © 2013 - Assembleia Legislativa do Piauí