Alepi

A ASSEMBLEIA | GALERIA DE FOTOS | WEBMAIL | NOTÍCIAS | OUVIDORIA | Organograma |
04-06-20 14:01

Deputados devem ouvir o governador sobre plano de retomada da economia

Os deputados querem ouvir o governador Wellington Dias (PT) sobre o plano de retomada da economia no Piauí. O assunto voltou a ser levantado na sessão plenária virtual desta quinta-feira (4) pelo deputado João Madison (MDB). Ele já havia pedido ao líder do Governo que articulasse a reunião com o governador Wellington Dias.

“Espero que isso possa acontecer a partir da semana que vem. Eu gostaria de saber do líder do Governo, Francisco Costa, sobre a conversa do governador Wellington Dias com a Assembleia Legislativa, de quando seria essa conversa. Para que possamos repassar isso para as pessoas que nos procuram perguntando”, indagou.

O líder do Governo informou que a videoconferência dos deputados com o governador deve ocorrer nesta sexta-feira (5) ou no sábado. Segundo Costa, o governador já tinha intenção de apresentar aos deputados o plano de retomada do comércio, mas aguardava conclusão de uma pesquisa que foi apresentada hoje (4).

Racismo - A morte do americano George Floyd, mais um negro morto por policial branco nos Estados Unidos - o que provocou uma revolta de vários estados dos EUA e em outros países do mundo -, foi o tema do pronunciamento do deputado Franzé Silva (PT), durante o tempo de três minutos da sessão desta quinta-feira (4).

O parlamentar criticou o presidente Jair Bolsonaro e disse que o presidente tem incentivado o preconceito racial no Brasil. Franzé considera o racismo um tema muito forte, que mexe com a população do mundo, como aconteceu com o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, aqui no Brasil.

“O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, publicamente desqualificou o movimento negro, o Dia da Consciência Negra, e fez um achincalhe das religiões e matrizes africanas. Quero aqui deixar meu protesto na Casa contra o presidente Bolsonaro, que coloca pessoas desse nível no seu Ministério, na sua assessoria. O senhor Sérgio Camargo não tem capacidade de estar à frente de uma entidade de defesa da população negra no nosso País. A culpa é do governo Bolsonaro. Precisamos colocar esse País no rumo”, defendeu o deputado Franze Silva. O deputado Francisco Limma (PT) propôs uma moção de repúdio ao presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, sobre as falas dele em relação à população negra e a maneira desrespeitosa como ele tratou os negros.

Salários atrasados - A deputada Teresa Britto (PV) se disse preocupada com o atraso no pagamento dos salários dos profissionais da saúde. Segundo a parlamentar, esses profissionais estão arriscando suas vidas. “Nós gostaríamos que o governador Wellington Dias e o secretário de Saúde, Florentino Neto, se empenhassem em pagar os salários desses profissionais e que não deixassem atrasar esses pagamentos”, apelou a deputada. A situação, denunciou, é algo recorrente desde o ano passado, quando o assunto foi bastante discutido na Assembleia Legislativa. “Nós vimos essa situação in-loco nas vistorias que realizamos o ano todo, de Corrente a Parnaíba, nos hospitais que visitamos”. Segundo a parlamentar, o atraso nos salários dos profissionais, principalmente agora no período de pandemia, é um absurdo. “Quero deixar meu protesto ao governo e minha solidariedade aos profissionais de saúde, que estão na linha de frente e agradecer pelo empenho desses profissionais. Um dos hospitais com o atraso nos salários é o Hospital Getúlio Vargas (HGV)”, citou.

Estradas - A limpeza da estrada que liga o município de Corrente a Riacho Fundo foi solicitada pelo deputado João Mádison (MDB) ao presidente do Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí (DER-PI), Castro Neto,  no tempo de três minutos. Segundo o parlamentar, além da estrada está em péssimas condições de trafegabilidade, está sem a devida conservação.  “Peço ao DER-PI que possa resolver esse problema, o mais rápido possível”, cobrou.

Telemedicina - Francisco Limma também ressaltou dois dos seus projetos apresentados recentemente, um deles o que institui a telemedicina em caráter permanente. “Essa é uma prática importante, o uso dessa tecnologia pelos profissionais da saúde que assim o desejarem irá facilitar as consultas, recebimentos e encaminhamentos, sobretudo àquelas pessoas que estão mais distante e não conseguem chegar a um médico”, ressaltou. O segundo projeto autoriza o Governo do Estado a contratar profissionais efetivos para a área da saúde. “É uma medida de segurança e de proteção para os profissionais e para os familiares. Gostaria de pedir o apoio dos colegas para a aprovação desses projetos”, finalizou.

Lindalva Miranda - Edição: Katya D'Angelles 



 



Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 
Copyright © 2013 - Assembleia Legislativa do Piauí