Comissão permanente vai elaborar minuta de lei de autonomia da Uespi
09/10/2019 13h36

 

ALEPI formará comissão permanente para elaborar minuta da Lei de autonomia da UESPI
Ao final da audiência pública que discutiu a situação da Universidade Estadual do Piauí, a deputada proponente da reunião, Teres Britto (PV) afirmou que será criada uma Comissão permanente, com representantes da Assembleia Legislativa do Estado, dos trabalhadores e estudantes da UESPI, Ministério Público, justiça e da população para a elaboração de uma minuta que será apresentada como Indicativo de Projeto de Lei na ALEPI para que seja decretada a autonomia administrativa e financeira da Universidade. Segundo a parlamentar, a primeira reunião da Comissão deve acontecer na próxima quarta-feira, 16 de outubro, às 9h na sala da Comissão de Constituição e Justiça da ALEPI.
Outro encaminhamento que ficou acertado na Audiência foi a realização de um trabalho junto aos deputados estaduais, federais e senadores do Estado para que todos possam destinar parte de suas emendas parlamentares para a UESPI. Além disse, um documento com todas as demandas apresentadas pelas categorias será elaborado e encaminhado ao Governador Wellington Dias.
O deputado Gustavo Neiva (PSB) também se pronunciou ao final da reunião e lamentou a ausência de representantes do Governo e de outros deputados estaduais na reunião. “O que vemos aqui é um atestado do Governo de que a educação não é prioridade no Piauí. A justificativa de não estruturar a UESPI e nomear ou realizar concurso público para professores e servidores em cima da Lei de Responsabilidade Fiscal é uma balela. O Governo está lotado de cargos comissionados”, disse o deputado, acrescentando que o momento da mobilização é este, uma vez que deve chegar à ALEPI nos próximos dias o orçamento do Governo para 2020.
Posição da Reitoria – sob protestos dos alunos presentes, o reitor em exercício, Prof. Evando Alberto, disse que a reitoria da USPI enão está omissa aos problemas e reforçou que a luta por melhorias. “Estamos nos reunindo com professores, alunos e com entes do Governo do Estado para tentar contornar toda essa situação. Não somos omissos, também estamos trabalhando em prol da UESPI”, disse. Evando Alberto ainda acrescentou que a Universidade Estadual do Piauí continua sendo uma das mais premiadas no país pelo mérito dos professores e alunos da instituição.
Val Sales, representante da Universidade Aberta do Piauí (UAPI) pediu que as demandas da universidade que tem cerca de 5 mil alunos no Estado sejam incluídas na pauta. “Os tutores da UAPI estão com mais de 5 meses sem receber as bolsas”, disse.
Já Natanael Soares, do Centro Acadêmico de História do campus Torquato Neto da UESPI relembrou a luta da instituição que, desde 1997 cobra melhorias. “O Governo nunca cumpriu nenhum dos acordos desde aquele ano. Wellington Dias é nosso maior inimigo e temos que pedir o seu impeachment”, defendeu.
Laryssa Saldanha  

Como encaminhamento da audiência pública que discutiu a situação da Universidade Estadual do Piauí, a deputada proponente da reunião, Teresa Britto (PV), anunciou a criação de uma comissão permanente, com representantes da Assembleia Legislativa, dos trabalhadores e estudantes da Uespi, Ministério Público, Judiciário e da sociedade para a elaboração de uma minuta que será apresentada como Indicativo de Projeto de Lei para estabelecer a autonomia administrativa e financeira da instituição.
Segundo a parlamentar, a primeira reunião da comissão deve acontecer na próxima quarta-feira (16), às 9h, na sala da Comissão de Constituição e Justiça da ALEPI.
Outro encaminhamento da audiência foi a realização de um trabalho junto aos deputados estaduais, federais e senadores do Piauí para que possam destinar recursos de emendas parlamentares para manutenção da Uespi. Um documento com todas as demandas apresentadas durante o debate será elaborado e encaminhado ao governador Wellington Dias.
O deputado Gustavo Neiva (PSB) também se pronunciou ao final da reunião e lamentou a ausência de representantes do Governo e de outros deputados estaduais na reunião. “O que vemos aqui é um atestado do governo de que a educação não é prioridade no Piauí. A justificativa de não estruturar a Uespi e nomear ou realizar concurso público para professores e servidores em cima da Lei de Responsabilidade Fiscal é uma 'balela'. O governo está lotado de cargos comissionados”,  denunciou o deputado, acrescentando que o momento da mobilização é este, uma vez que deve chegar à Alepi nos próximos dias o Orçamento do Governo para 2020.
Posição da Reitoria – Sob protestos dos alunos presentes, o reitor em exercício, Prof. Evando Alberto, disse que a reitoria da Uespi não está omissa aos problemas e reforçou que a luta é por melhorias.

“Estamos nos reunindo com professores, alunos e com entes do Governo do Estado para tentar contornar toda essa situação. Não somos omissos, também estamos trabalhando em prol da UESPI”, disse. Evando Alberto ainda acrescentou que a Universidade Estadual do Piauí continua sendo uma das mais premiadas no país pelo mérito dos professores e alunos da instituição.
Val Sales, representante da Universidade Aberta do Piauí, pediu que as demandas da universidade, que tem cerca de 5 mil alunos no Estado, sejam incluídas na pauta. “Os tutores da Uapi estão com mais de cinco meses sem receber as bolsas”, lamentou.
Já Natanael Soares, do Centro Acadêmico de História do campus Torquato Neto da Uespi, relembrou a luta da instituição que, desde 1997, cobra melhorias. “O Governo nunca cumpriu nenhum dos acordos desde aquele ano. Wellington Dias é nosso maior inimigo e temos que pedir o seu impeachment”, defendeu o estudante. 

 

Agradecimento - Ao final da audiência a deputada Teresa fez agradecimentos entre eles ao presidente da Casa, deputado Themístocles Filho (MDB), pela sua participação na aprovação do requerimento que deu origem a audiência, bem como ao fato do presidente ter trabalhado na liberação do Cine Teatro para que a audiência pudesse ser realizada, haja vista que é o único espaço da Casa que poderia comportar todos os interessados em debater o tema.  

Laryssa Saldanha - Edição: Katya D'Angelles 

Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 Copyright © 2019 - Assembleia Legislativa do Piauí