Líder do Governo rebate críticas da oposição sobre os pedidos de empréstimo
19/09/2019 13h31

 

Líder do Governo rebate discurso da oposição sobre empréstimos 
O líder do Governo na Assembleia, deputado Francisco Limma (PT) rebateu o discurso da oposição, expondo as razões do Governo Estadual para recorrer a empréstimos externos, como a queda, de 70% para 30%, nos recursos da União. Ele disse que o Brasil hoje é considerado o patinho feio perante o resto do mundo, e que os estados precisam recorrer a outras fontes de recursos.
Francisco Limma disse que a oposição finge desconhecer a realidade do Piauí em anos distantes, como 2003. Citou empréstimos dos governos Hugo Napoleão e Mão Santa, para melhoria de estradas, comparando as medidas do atual governo como as de pessoas comuns quando entram em dificuldades e são obrigadas a renunciar suas dívidas.
Para o deputado, a grande preocupação da oposição é com a política, uma vez que as ações do Governo anulam o discurso do quanto pior melhor. Sobre a discussão do novo pedido de empréstimo ele disse que a bancada do governo poderia ter aprovado logo no primeiro dia, mas estendeu o prazo para mais cinco dias, exatamente porque não foge da discussão. Limma concluiu seu discurso criticando a abancada da oposição por ter festejado uma decisão do Tribunal de Contas da União sobre uma decisão do Governo que ainda nem tinha sido assinada. Ele defendeu o bom debate, com o devido respeito.
Resposta de Teresa Britto ao discurso de Francisco Limma
Em resposta ao discurso do deputado Francisco Limma (PT), a deputada Teresa Britto (PV) usou o tempo das lideranças para dizer que não foge do debate e cobra novamente esclarecimentos do Governo quanto ao pedido de empréstimos.
“Nós da oposição estamos fazendo um grande trabalho em prol do povo do Piauí e e defendendo os interesses de todos. Nós queremos saber o que está por trás de um empréstimo em um banco que o capital é menor do que o empréstimo e que está envolvido com a Lava Jato. Queremos esses esclarecimentos para que o povo do Piauí saiba o que está acontecendo. Porque o Secretário de Fazenda não vem a esta Casa prestar os esclarecimentos?”, questionou Teresa Britto.
“O Governador Wellington Dias está em seu quarto mandato, não está conhecimento mais nada não, e deixou a saúde chegar aonde chegou, num estado precário. Os estudantes não tem transporte público. Mas esse é o quarto mandato do Governador. Quais as justificativas? Isso foi falta de planejamento que só tem prejudicado o povo”, finalizou o parlamentar acrescentando que não queria ser governadora do Piauí na situação em que o Estado se encontra.  

O líder do Governo na Assembleia, deputado Francisco Limma (PT) rebateu o discurso da oposição, expondo as razões do Governo Estadual para recorrer a empréstimos externos, como a queda, de 70% para 30%, nos recursos da União. Ele disse que o Brasil hoje é considerado o patinho feio perante o resto do mundo, e que os estados precisam recorrer a outras fontes de recursos.Francisco Limma disse que a oposição finge desconhecer a realidade do Piauí em anos distantes, como 2003.
Citou empréstimos dos governos Hugo Napoleão e Mão Santa, para melhoria de estradas, comparando as medidas do atual governo como as de pessoas comuns quando entram em dificuldades e são obrigadas a renunciar suas dívidas.Para o deputado, a grande preocupação da oposição é com a política, uma vez que as ações do Governo anulam o discurso do quanto pior melhor. Sobre a discussão do novo pedido de empréstimo ele disse que a bancada do governo poderia ter aprovado logo no primeiro dia, mas estendeu o prazo para mais cinco dias, exatamente porque não foge da discussão. Limma concluiu seu discurso criticando a abancada da oposição por ter festejado uma decisão do Tribunal de Contas da União sobre uma decisão do Governo que ainda nem tinha sido assinada. Ele defendeu o bom debate, com o devido respeito.

Teresa Britto responde ao discurso da liderança 

Em resposta ao discurso do deputado Francisco Limma (PT), a deputada Teresa Britto (PV) usou o tempo das lideranças para dizer que não foge do debate e cobra novamente esclarecimentos do Governo quanto ao pedido de empréstimos.“Nós da oposição estamos fazendo um grande trabalho em prol do povo do Piauí e e defendendo os interesses de todos. Nós queremos saber o que está por trás de um empréstimo em um banco que o capital é menor do que o empréstimo e que está envolvido com a Lava Jato. Queremos esses esclarecimentos para que o povo do Piauí saiba o que está acontecendo. Porque o Secretário de Fazenda não vem a esta Casa prestar os esclarecimentos?”, questionou Teresa Britto.“O Governador Wellington Dias está em seu quarto mandato, não está conhecimento mais nada não, e deixou a saúde chegar aonde chegou, num estado precário. Os estudantes não tem transporte público. Mas esse é o quarto mandato do Governador. Quais as justificativas? Isso foi falta de planejamento que só tem prejudicado o povo”, finalizou o parlamentar acrescentando que não queria ser governadora do Piauí na situação em que o Estado se encontra.  

 

Raimundo Cazé/Laryssa Saldanha - Edição: Katya D'Angelles 

Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 Copyright © 2019 - Assembleia Legislativa do Piauí