'Reforma não pode prejudicar aprovados em concursos, promoção e reajuste de servidores,' diz Teresa Britto
21/02/2019 12h58

 

 

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa do Piauí, ontem (20), a deputada estadual Teresa Britto (PV) criticou uma das mensagens que compõem o projeto de Reforma Administrativa proposto pelo Governo do Estado.

 

A parlamentar criticou, especificamente, a mensagem nº 06 do Executivo, que veda gastos com pessoal do Poder Executivo da administração direta e indireta.  “O artigo primeiro da mensagem proíbe, pelo período de um ano, a contratação de pessoal, o reajuste salarial e o provimento de servidores do pessoal civil e militar enquanto a despesa com pessoal continuar superando o limite prudencial. A medida vale até mesmo para aqueles já aprovados em concurso”, frisa Teresa Britto, ao afirmar que os servidores não podem ser responsáveis pela desorganização administrativa do Estado.

 

A deputada pediu que o governador Wellington Dias retire a mensagem, uma vez que os mais prejudicados com as medidas serão os servidores públicos. “O Governo quer jogar o peso de uma medida tão negativa para a Assembleia e isso é muito injusto. Os servidores e aqueles que tanto estudaram para passar em um concurso não podem pagar pela série de erros que o Governo cometeu para acomodar a base aliada”, conclui.

 

 

 

 

Ascom Parlmentar - Edição: Katya D'Angelles

Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 Copyright © 2019 - Assembleia Legislativa do Piauí