Líder do Governo destaca debate sobre prioridades do território dos Cocais
18/02/2019 14h12

O deputado Francisco Limma (PT) usou os dois minutos para comunicar que esteve no município de Piripiri, onde  participou de uma plenária, na Escola Governador Hugo Napoleão. Na plenária, segundo ele, do Território do Desenvolvimento Sustentável dos Cocais, com um grupo de representantes de 23 municípios, foram discutidas prioridades da atuação do Governo e de outras ações, naquele território.


"Estive presente a essa reunião e vi o empenho daqueles municípios. Gente da sociedade, do Estado e dos municípios e até gente de bancos, tratando de questões importantes, para o território dos Cocais", enfatizou o deputado Limma.


Defensoria
– Limma aproveitou para registrar e parabenizar a Defensoria Pública do Estado do Piauí, que, de acordo com ele, em seu relatório anual, destaca a realização de duzentos e sessenta e cinco mil atendimentos no ano de 2018.

"Visitei, juntamente com o Governador do Estado, uma reforma e adaptação, de um prédio próprio da Defensoria, localizado nas proximidades dos shoppings de Teresina e vi ali, o esforço da doutora Hildete Evangelista, com toda sua equipe. Esse relatório confirma sua participação e um crescimento nas suas ações. Quero aproveitar para parabenizar a Defensoria e todos os defensores, por esse importante trabalho".


Deputado destaca cooperação para combate a produtos clandestinos



Francisco Limma disse ainda que gostaria ainda de registrar que houve uma celebração de um termo de cooperação técnica, entre vários órgãos do Estado e até do Governo Federal, para fazer uma campanha no combate a produtos clandestinos, alimentícios.

No entendimento do deputado, a campanha é educativa, com foque, inicialmente, em queijo e frango. São produtos que não passam pelo registro, na Vigilância Sanitária e que entram, clandestinamente, no Estado e, principalmente em Teresina.


Ele explicou que inicialmente é um trabalho educativo, mas que nos próximos meses, órgãos como a ADPAPI (Agência de Defesa Agropecuária do Piauí), em parceria com a Polícia Militar, Secretaria de Segurança, Vigilância Sanitária e a Secretaria de Saúde, vão fazer uma fiscalização desses pontos de comercialização.


"É uma quantidade muito grande, desses produtos, que inclusive, coloca em risco a saúde pública, pelo risco de ter produtos não registrados, não atestados, pela Vigilância Sanitária. É importante esse trabalho que será feito em conjunto com os vários órgãos do Estado e do Governo Federal", reiterou Francisco Limma.

 

 

Lindalva Miranda - Edição: Katya D'Angelles 

Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 Copyright © 2019 - Assembleia Legislativa do Piauí