Teresa Britto defende o monitoramento de barragens no Piauí
05/02/2019 14h25


A deputada Tereza Brito (PV),estreou hoje (5) na tribuna da
Assembleia, quando afalou sobre sua carreira política e de como
pretende se comportar como vice-líder da oposição. Ela defendeu o
diálogo, lembrando sua atuação durante 14 anos na Câmara Municipal.
A deputada disse que tem se preocupado basicamente com os problemas da
saúde pública, por ser profissional do setor, e do meio ambiente, por
ser a principal bandeira do seu partido. Citando o problema das
barragens de Mariana e Brumadinho, em Minas Gerais, ela defendeu que
haja vistorias nas 47 barragens piauienses.
Tereza Brito recebeu apartes dos deputados Gustavo Neiva (PSB) e
Francisco Lima (PT), o primeiro solidário com ela pela sua vitória
após três disputas e o segundo dizendo acreditar na capacidade de
diálogo da oradora. Gustavo Neiva disse que a oposição, apesar de
diminuta, terá atuação responsável e sempre vigilante. Francisco Lima
reforçou a tese de que as barragens devem ser monitoradas.
A deputada Tereza Brito concluiu seu pronunciamento lembrando que das
47 barragens piauienses 25 são de responsabilidade do DNOCS e que as
mesmas devem ser inspecionadas e que os resultados sejam informados à
Assembleia. Ela anunciou que o assunto será discutido na sessão
seguinte.

A deputada Teresa Britto (PV) fez sua estréia na tribuna da Assembleia Legislativa na sessão desta terça-feira (5),  quando lembrou a sua trajetória política e adiantou como pretende atuar como vice-líder da oposição - o líder é o deputado Gustavo Neiva (PSB). 

A oradora defendeu o diálogo com o governo, lembrando sua atuação durante 14 anos na Câmara Municipal de Teresina.

A deputada disse que tem se preocupado basicamente com os problemas da saúde pública, por ser profissional do setor, e do meio ambiente, a principal bandeira do seu partido. Citando o problema das barragens de Mariana e Brumadinho, em Minas Gerais, ela defendeu a vistoria das 47 barragens exikstente no Piauí.


O discurso de Teresa Britto recebeu apartes dos deputados Gustavo Neiva (PSB) e Francisco Lima (PT). O primeiro, para elogiar a vitória após três disputas; e o segundo, dizendo acreditar na capacidade de diálogo da oradora.

Gustavo Neiva disse que a oposição, apesar de diminuta, terá atuação responsável e sempre vigilante. Francisco Lima reforçou a tese de que as barragens devem ser monitoradas.


Teresa Britto concluiu seu pronunciamento lembrando que das 47 barragens piauienses 25 são de responsabilidade do DNOCS e que as mesmas devem ser inspecionadas e que os resultados sejam informados à Assembleia. E anunciou que o assunto será discutido na sessão seguinte.

 

 

Raimundo Cazé
Edição: Paulo Pincel

Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 Copyright © 2019 - Assembleia Legislativa do Piauí