Deputado quer mais explicações sobre pesquisa da taxa de infecção da Covid-19 em Teresina
03/06/2020 16h02

 

O parlamentar ressaltou que está preocupado, mas que não quer fazer críticas ao resultado da pesquisa, mas que tem muitas dúvidas, sobre o resultado e gostaria de ouvir os institutos de pesquisas ou as instituições que estão realizando essas pesquisas.
Segundo Evaldo Gomes, tem muita gente que está apavorada, com esses resultados dessa pesquisa.
“Eu acabei de falar com o secretário estadual de saúde, e o mesmo me disse que só 48 mil testes (quarenta e oito mil), foram realizados no estado do Piauí. Como se justifica que em Teresina nós temos mais de 72 mil pessoas infectadas”, indagou o deputado.
Evaldo Gomes sugeriu que a Casa realize um debate sobre esse assunto, junto aos institutos de pesquisas, para saber como são feitos os critérios. E concluiu dizendo que o Governo do Estado precisa abrir a economia, de forma responsável e organizada, para que a sociedade possa voltar à sua vida normal. E lembrou que países onde o número de pessoas contaminadas pelo coronavírus foi bem maior do que no Brasil, a economia já está voltando à vida normal.
Lindalva Miranda

Durante a sessão plenária virutal realizada nesta quarta-feira (3), o deputado Evaldo Gomes (Solidariedade) levantou questão em realação ao resultado de uma  pequisa realizada em Teresina sobre a taxa de infecção pea Covid-19. A pesquisa foi realizada pela Prefeitura de Teresina, divulgada nesta quarta-feira, e apontou que na capital existam mais de 72 mil pessoas infectadas pelo coronavírus.

“O resultado dessa pesquisa me deixa preocupado, primeiro porque não sei qual o critério adotado. Pelo meu conhecimento, no máximo mil pessoas são pesquisadas. Eu não sei se essas pessoas que são pesquisadas e se existe um teste, que de fato, comprove se a pessoa tem ou não, o coronavírus”, observou o deputado. O parlamentar ressaltou que está preocupado, mas que não quer fazer críticas ao resultado da pesquisa, mas que tem muitas dúvidas, sobre o resultado e gostaria de ouvir os institutos de pesquisas ou as instituições que estão realizando essas pesquisas.


Segundo Evaldo Gomes, tem muita gente que está apavorada, com esses resultados dessa pesquisa. “Eu acabei de falar com o secretário estadual de saúde, e o mesmo me disse que só 48 mil testes (quarenta e oito mil), foram realizados no estado do Piauí. Como se justifica que em Teresina nós temos mais de 72 mil pessoas infectadas”, indagou o deputado.

 


Evaldo Gomes sugeriu que a Casa realize um debate sobre esse assunto, junto aos institutos de pesquisas, para saber como são feitos os critérios. E concluiu dizendo que o Governo do Estado precisa abrir a economia, de forma responsável e organizada, para que a sociedade possa voltar à sua vida normal. E lembrou que países onde o número de pessoas contaminadas pelo coronavírus foi bem maior do que no Brasil, a economia já está voltando à vida normal.

 

 

A deputada Lucy Soares (PP)convidou o deputado a irem juntos conhecer o método pelo qual a pesquisa é realizada para que ele possa sanar todas as suas dúvidas. O parlamentar ressaltou que está preocupado, mas que não quer fazer críticas ao resultado da pesquisa, mas que tem muitas dúvidas, sobre o resultado e gostaria de ouvir os institutos de pesquisas ou as instituições que estão realizando essas pesquisas.Segundo Evaldo Gomes, tem muita gente que está apavorada, com esses resultados dessa pesquisa.“Eu acabei de falar com o secretário estadual de saúde, e o mesmo me disse que só 48 mil testes (quarenta e oito mil), foram realizados no estado do Piauí. Como se justifica que em Teresina nós temos mais de 72 mil pessoas infectadas”, indagou o deputado.

 

Evaldo Gomes sugeriu que a Casa realize um debate sobre esse assunto, junto aos institutos de pesquisas, para saber como são feitos os critérios. E concluiu dizendo que o Governo do Estado precisa abrir a economia, de forma responsável e organizada, para que a sociedade possa voltar à sua vida normal. E lembrou que países onde o número de pessoas contaminadas pelo coronavírus foi bem maior do que no Brasil, a economia já está voltando à vida normal. 


Lindalva Miranda

Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 Copyright © 2019 - Assembleia Legislativa do Piauí