Gustavo Neiva afirma que governo subestimou dados da reforma da previdência
03/06/2020 15h48

Durante o tempo destinado aos pequenos avisos, o deputado Gustavo Neiva (PSB) comentou sobre um o fato ocorrido na tarde desta terça-feira, dia 02, em que segundo ele, o governador Wellington Dias estava comemorando a Reforma da Previdência do Piauí, aprovada em dezembro do ano passado, em alguns meios de Comunicação. De acordo com o parlamentar, o governador ressaltou que a Reforma da Previdência vai trazer para o Estado a economia de mais de um bilhão de reais, este ano de 2020.

O parlamentar lembrou de audiências públicas realizadas no passado, onde os secretários de Governo estiveram na Casa, quando prestaram esclarecimentos, dizendo que os cálculos apresentados pelos gestores foram totalmente divergentes do que foi comemorado pelo governador, nos meios de Comunicação “Os secretários à época disseram que a economia para os próximos anos seria em torno de duzentos milhões. E agora governador diz que essa economia será cinco vezes maior do que do disseram os secretários”.

Gustavo Neiva lamentou o fato e disse que e preocupante o que fizeram com os deputados na Assembleia Legislativa do Estado do Piauí (Alepi). Segundo ele, à época, a oposição já contestava os dados e colocaram que a Reforma da Previdência era muito mais danosa, para os servidores públicos, do que a Reforma Federal. O deputado lembrou que foram colocadas 14 emendas, à época, para minimizar os efeitos e conseqüência da Reforma para o Estado. E que as emendas foram todas, rejeitadas, com a justificativa de que ela iria desfigurar a Reforma da Previdência.

“Agora, está provado que o arrocho foi muito maior, em cima dos servidores públicos. A Assembleia Legislativa se viu enganada por esses secretários, que não apresentaram a realidade dos dados. A Assembleia não pode ficar omissa nessa situação. Nós fomos enganados pelos secretários do Governo que venderam “gatos por lebres”, o que influenciou no convencimento de deputados da Casa e votaram, de acordo com aqueles dados. O deputado lembrou ainda que apresentou um requerimento, solicitando ao Governo do Estado que adiasse por pelo menos, noventa dias, a implementação da Reforma da Previdência, e que até o momento, o Governo deu o “calado”, como resposta. O paramentar finalizou dizendo que a Reforma da Previdência está atingindo indiretamente, mais de cento e vinte mil servidores, e indiretamente, mais de quinhentas pessoas e deixou seu protesto, na Casa.


Lindalva Miranda - Edição: Katya D'Angelles

Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 Copyright © 2019 - Assembleia Legislativa do Piauí